Menu

Contos da Senzala... Pai Bento

20 MAI 2015
20 de Maio de 2015

Era um dia comum... aquele povo de senzala... quieto... trabalhava sem parar... lutando pelo seu sustento... pela sua sobrevivência...

Mas num canto quieto... um sozinho chorava... parecia sem forças... sem vontade de viver... fui até ele e perguntei...

"Que foi meu filho... porque ta ai quieto... nesse canto sozinho... parece perdido... parece triste... me conta... o que foi"

Entre um soluço... uma lágrima... e um suspirar assim me disse...

"To cansado... todo mundo me olha... me cobra... me diz que to errado... me diz que to perdido... "

Perguntei... " E você... está???..." Ele me olhou com estranheza.. continuei "Quando Olorum te criou... ele te deu um presente... a sua vida... os passos que anda... são seus.. de suas pernas... a comida que come... é pra saciar sua fome... quando se banha... limpa o teu corpo... então porquê deixa os outros comandarem sua vida... "

Ele me olhava com espanto e admiração... " Filho... você não caminha só... Ogum guia teus passos... Oxum te banha com Amor... Yansã quando venta .. levanta seu corpo e te faz ir em frente... Xangô... é pedreira de tua fé... Nanã te da o carinho... Abaluaie.. cura tuas dores... Ibeji brinca com você ... Oxossi te traz o que comer... Yemanja é paz de seu dia... Oxalá o amor pelo filho que criou...

Lembra sempre meu filho... povo de senzala... nunca anda só.. anda com o Axé de Olorum... as bençãos de Ifá... e o amor de Oxalá.. "

E se um dia tu tiver cansado que não conseguir andar... perdido em algum lugar... Esse Nego... Te carrega na Carcunda... e te leva até onde tão os seus irmãos... Pois Velho Bento... so quer... o sorriso de amor... verdade e paz... de todos seus filhos..."

Rogério Xoroqque
Voltar
Tenha você também a sua rádio